Comer com os olhos...

Atualizado: 28 de jun.

Fome, apetite, vontade de comer, um fenômeno instintivo, o impulso, a motivação para nos alimentarmos.

Sentir fome, ter apetite podem e devem estar juntas. Nós comemos por várias razões, que não apenas físicas ou em resposta a necessidade de energia e nutrientes, a alimentação tem múltiplos e profundos significados em nossa vida.

Antes de comer ou beber algo, pare um instante e perceba de onde está partindo sua vontade.

Por exemplo, o desejo de tomar um café pode ter surgido porque você sentiu o cheiro da bebida, um colega lhe chamou para conversar, sua boca começou a “salivar por um café”, é uma rotina tomar naquele horário, você acabou de ver alguém bebendo um cafezinho.

Notando qual impulso lhe faz ter vontade de beber o café (ou comer um alimento), você poderá decidir se realmente o quer ou está no “modo piloto automático”. Identificar os estímulos auxilia a estar ciente para fazer suas escolhas.

À medida que vamos nos tornando mais conscientes, conectados com nosso corpo, podemos expandir essa consciência sobre a forma que nos alimentamos, os porquês de nos alimentarmos, o como comemos, o que estamos buscando (reconhecimento, prazer, preenchimento de vazio físico ou emocional).




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo